Buscar

O que você precisa saber antes de começar uma reforma?

Sem planejamento e organização, o processo de começar uma reforma pode se tornar um pesadelo. Se compararmos com uma orquestra, uma reforma também precisa de seu maestro, alguém para coordenar tudo do inicio ao fim. Essa figura, em uma reforma de interiores, é o arquiteto.


Não faz ideia de como começar? ​ O primeiro e mais importante passo é a contratação de um arquiteto. É importante que você conheça o trabalho dele e que esteja alinhado com sua filosofia de vida. Ele quem vai entender seus gostos e necessidades para fazer um projeto na medida para você, guiando todo o processo, do começo ao fim. ​ Orçamento em controle é essencial. ​ O projeto é importante por muitos motivos. Um deles é ter o orçamento sob controle. Um bom projeto leva sempre em conta o orçamento máximo do cliente para que a obra não estoure os gastos. Sem projeto e sem planejamento, com certeza os gastos irão estourar. ​ Tem muitas ideias e não sabe se vão combinar? ​ Por experiência própria eu já adianto: Não vão! Estamos sempre sendo bombardeados por referências e fotos muito legais, seja no pinterest ou no instagram. Você começa a juntar essas fotos e quando vai fazer seu lar, quer colocar tudo junto. Estilos diferentes, cores que não combinam... é muito provável que no final vire um frankenstein. O arquiteto vai entender seus gostos, organizar o que é mais importante para você, e fazer um projeto harmônico, bonito e simples, com o auxílio de ferramentas 3D de visualização. Antes de executar, você já vai conseguir passear virtualmente pelos ambientes.


E quanto vai custar?

Projeto Completo


O projeto é o guia para a execução da obra. É onde está todo o trabalho técnico e criativo do arquiteto para fazer o lar sob medida para você.

O valor pode variar bastante de acordo com a complexidade da obra, tamanho dos ambientes, padrão de acabamentos e detalhamento necessário. Apartamentos pequenos, como estúdios e apartamentos com até 1 dormitório, costumo cobrar a entre 7 a 5 mil reais. Projeto para apartamentos maiores, de 3 dormitórios ou mais, alto padrão, podem custar a partir de 10 mil reais.

Obra, o investimento principal

O valor definitivo da obra só é possível saber com o projeto finalizado. Mas é importante prevermos os gastos antes de tudo começar. Há duas maneiras:

1. Se o cliente já sabe o quanto quer investir, o arquiteto já consegue ter uma noção do quanto será possível intervir no imóvel

2. Se o cliente já sabe o quanto quer intervir, o arquiteto já consegue ter uma noção de quanto irá custar.


Existem diferentes tipos de intervenção no imóvel, e os custos podem variar bastante.


Repaginada no visual: Pouca ou nenhuma obra civil, mudanças mais superficiais como pintura e decoração. Valor médio: de 400 a 600 reais o metro quadrado (área dos ambientes). ​ Baixa intervenção: Pouca adaptação do imóvel e bastante aproveitamento de revestimentos e instalações existentes, pouco mobiliário sob medida. Valor médio: de 800 a 1200 reais o m² ​ Média intervenção: Grandes adaptações no imóvel, com algum aproveitamento da infraestrutura e revestimentos existentes e mobiliário principal sob medida.

Valor médio: 1600 e 2400 reais o m² ​ Alta intervenção: Mudança quase total no existente, na infraestrutura, novas instalações e revestimentos, muita marcenaria sob medida e eletrodomésticos. Pouco aproveitamento do existente.

Valor médio: a partir de 2800 reais o m².


A especialidade do estúdio carvão é transformar os ambientes, deixando tudo sob medida, normalmente para alguém que valoriza bastante arquitetura e design. Portanto, pegamos demandas de média e alta intervenção, geralmente. ​


O que compõe este custo? ​ Os dois grandes grupos que geram gastos são a parte da civil (construções, demolições, revestimentos, instalações, pintura) e o mobiliário sob medida. Em média, civil gera entre 25 a 30% dos gastos de obra, e mobiliário de 30 a 35%. O restante se divide entre outros grupos, como vidraçaria, marmoraria, ar condicionado, eletrônicos, louças e metais, decoração, luminárias, gerenciamento etc.


Gerenciamento de obra ​ É essencial ter alguém para fazer a obra acontecer, para que seja entregue no prazo, dentro do orçamento e seguindo o projeto. Por isso é importante a figura de um gerenciador de obra. Ele vai cuidar da coordenação dos fornecedores, fazendo-os executarem conforme o projeto, fiscalizando todas as atividades de obra. Fará também o cronograma de obra, vai administrar a parte financeira, programando os pagamentos que devem ser feitos, além de fazer pesquisas de preço e pedidos de orçamento para que você sempre contrate o melhor custo-benefício. Você só precisa manter os pagamentos em dia, e eventualmente tomar decisões relacionadas à obra, mas tudo com o apoio e orientação dele.


É interessante que o gerente de obra faça parte da equipe de arquitetura que fez o projeto, pois assim terá maior conhecimento sobre a obra. Esse tipo de serviço pode custar de 10% a 20% do valor da obra.

Se achar que o Estúdio Carvão pode te ajudar, seja tirando dúvidas, ou realizando seu projeto, entre em contato.

48 visualizações